22 de jan de 2019

Mostra bordada: "Só queria embalar meu filho"

A Mostra “Só queria embalar meu filho” traz obras de quase 100 artistas, de nove estados, e homenageia os desaparecidos durante a ditadura.


ALMOFADA DE ANGEL JONES, FILHO DA ESTILISTA ZUZU ANGEL

Os desaparecidos pela ditadura instaurada no Brasil com o golpe de 1964 são homenageados em um trabalho artístico bastante peculiar em exposição em Curitiba, a partir de 26 de janeiro. Trata-se da mostra “Só queria embalar meu filho”, uma obra coordenada pela escultora Rita Isabel Vaz e que conta com a participação de 95 bordadeiras e bordadores de várias partes do país.

Almofadas foram bordadas com os nomes dos desaparecidos e desaparecidas, além de mensagens ou desenhos que de alguma forma representam os homenageados. As almofadas cam dispostas no chão, formando um imenso tapete. A exposição integra o Circuito de Arte Contemporânea de Curitiba, no Museu Municipal de Arte, no Portão Cultural. A entrada é gratuita.


Informe-se mais sobre a Mostra clicando na fonte  AQUI

Nenhum comentário:

Copyright © Renda Tenerife ou Renda Sol.Todos os direitos reservados - All Rights Reserved.
Nhanduti de Atibaia