4 de set de 2018

Coleção Roquette-Pinto de Renda Nhanduti transformou-se em cinza.

" ... quando perdemos um museu como esse, perdemos também uma parte importante e valiosa da nossa capacidade de imaginar outros mundos. Afinal, é disso que trata a antropologia, falamos, analisamos e descrevemos outros mundos. E, com isso, alargamos a nossa capacidade imaginativa de querer, sonhar, imaginar e construir modos diversos de estarmos vivos."

fonte: Isabela Oliveira facebook de 2/09/2018



Incêndio no dia 2/9/2018 queimou a quase totalidade daos 20 milhoes de peças do Museu Nacional 


Edgard Roquette-Pinto foi autor do primeiro estudo sobre a Renda Nhanduti de que se tem notícia. Foi médico legista, professor, escritor, antropólogo, etnólogo, ensaísta e membro da Academia Brasileira de Letras

Seguindo os caminhos dos primórdios da Antropologia, Roquette-Pinto conheceu o interior do Continente Latino Americano ao ser designado pelo Museu Nacional, nas décadas iniciais dos 1900, para,  seguindo o caminho percorrido pelo Mal. Rondon ao mapear as fronteiras telegráficas brasileiras, coletar material para o acervo do Museu. Esteve também ligado à Universidade de Asunción, onde trabalhou por 4 anos.

Do circuito e convívio, além do material coletado que integrava a bela coleção etnográfica do Museu Nacional e da obra literária que colaborou para perpetuar a missão de Rondon, trouxe ele uma pequena coleção de Renda Nhanduti, elaborando o primeiro estudo sobre a Renda trazida do Paraguai de que se tem notícia.

O foco do estudo de Roquette-Pinto é a simbologia adotada pelas rendeiras nos padrões que os módulos da renda passam a estampar, catalogando os motivos adotados por essa população "criolla". 

A tecelagem, que em sua origem canária é básicamente floral, passa a ter desenhos da fauna, da flora e do mundo circundante nas suas tramas. O texto "Notas sobre o Ñanduti do Paraguai" foi publicado pelo Boletim do Museu Nacional em 1927.

As fotos anexas, quase furtivas, do momento em que as peças eram tiradas das caixas, foram as únicas que me foram autorizadas fazer na visita ao acervo que fiz há cerca de 5 anos atrás quando solicitei consultar a coleção de Roquette-Pinto! 

Agora a coleção de Renda Nhanduti virou cinza juntamente com quase 20 milhões de peças do mais importante Museu da América Latina no incêndio de 2 de setembro. E sequer boas fotos da coleção restaram!

Fica o relato para registrar minha tristeza e, principalmente, registrar a existência deste acervo que se perdeu. Até porque talvez que eu seja a única pessoa nesse país que vai se lembrar dele entre tanto que se perdeu.





31 de ago de 2018

Belo e inovador padrão de Ñanduti feito no Paraguai e saída do bastidor


O vídeo demonstra a retirada do bastidor de uma peça de Renda Nhanduti como feita no Paraguai, mas peço atenção para o motivo inovador das trompas e ovários, órgãos femininos. 


26 de ago de 2018

Por quê as manualidades fazem um bem danado pra gente?



O ritmo constante, a atenção total e a repetição dos movimentos melhoram a ansiedade, a depressão e reduzem muito o nosso estresse. Além disso, segundo a neurociência, as manualidades ajudam a:
- Desenvolver a percepção espacial, a coordenação mãos-olhos e a habilidade motora;
- Centrar a atenção e os pensamentos em uma só tarefa;
- Estimular a criatividade ativa (e afetiva);
- Gerar sentimentos de plenitude, conquista e orgulho;
- Aprender a paciência e a perseverança;
- Estimular a memória e a agilidade mental;
- Gerar auto-confiança e melhorar a auto-estima;
- Criar vínculos sociais...
Não importa se você faz tricô, crochê, pinta ou borda. Ou faz renda.
As possibilidades são infinitas e os benefícios também. 

17 de ago de 2018

PORTAL NHANDUTI DE ATIBAIA


Estamos no ar: PORTAL NHANDUTI DE ATIBAIA. acesse pelo endereço www.nhanduti.org.br.

Todas as informações que fomos coletando em mais de 10 anos de dedicação à técnica  nhanduti, tenerife, soles, de Brasil, Paraguai e Venezuela, e Canárias ... 

Viaje pelos 3 blogs, e 5 midias sociais e descubra que o mundo das Rendas de Trama Radial é enorme e fascinante! 

E querendo saber mais alguma coisa, não hesite em perguntar. Nos esforçaremos para responder. Use o "COMENTÁRIOS" abaixo.

 😘😘😘

Fa


11 de ago de 2018

OUTRAS PRÁTICAS: NHANDUTI EM QUEBEC











oficina / criação coletiva para a BILP - Bienal Internacional do Linho de Portneuf 2013 - parte da instalação Out of the Closet (Saindo do Armário)


collective creation / workshop for BILP - Biennale International du Lin du Portneuf 2013 - Esprit de Famille exhibition.






SITE: https://cargocollective.com/carlabaum/filter/3d/Out-of-the-Closet-Nhanduti-em-Quebec

6 de ago de 2018

Breve: PORTAL NHANDUTI DE ATIBAIA.


Você sabia que a ong NHANDUTI DE ATIBAIA tem um
 MUSEU VIRTUAL DA RENDA TENERIFE  ?

Acesso para esse e mais outros sites contendo mais de 10 anos de pesquisa e resgate da
Renda Tenerife conhecida também como Nhanduti através do 
PORTAL NHANDUTI DE ATIBAIA 
em breve!

11 de jul de 2018

LAS RANDAS DEL TIEMPO, modelo de salvaguardia del arte textil



La Randa es un delicado y artístico tejido de punto, que consiste en una sutil trama elaborada con agujas y delgados hilos anudados con mucha paciencia. Es realizado por mujeres oriundas principalmente de El Cercado, Tucumán, Argentina y el proceso tradicional de su producción, ha perdurado desde el siglo XVII.
La transmisión de esta técnica de tejido tradicional recorrió generaciones enseñándose de madre a hija.


No Brasil duas técnicas guardam similaridade com as RANDAS TUCUMANAS: a Renda Turca e Renda Singeleza.

3 de jul de 2018

BIOLACE !!!!

Voce comeria um morango de um pé que também lhe deu seu pretinho básico?


Would you eat a vitamin-rich black strawberry from a plant that has also produced your little black dress?


fonte: http://thisisalive.com/biolace/

1 de jul de 2018

DIA INTERNACIONAL DA RENDA 2018

Unidos pelo Fazer Renda Artesanal!
Rendas de Trama Radial: Renda Tenerife ou Nhanduti no Brasil.
SAUDAÇÕES!