22 de abr de 2012

RENDA DE HVAR

A vila de Hvar está situada na costa sudoeste da ilha de Hvar da qual tornou-se o centro no século XIII. Ao longo da sua história, Hvar teve vários governantes–desde ilírios, romanos, bizantinos até francêses e austríacos, mas foram os venezianos que a governaram o maior período de tempo.
Hvar é caracterizada por uma mistura de estilos arquitetônicos que vão desde o início do gótico até o renascentista, tendo um número representativo de palácios, catedrais, igrejas e mosteiros além de casas. A cidade era protegida por muralhas construídas no século XIII e a praça principal foi pavimentada com pedra em 1573. O teatro da cidade foi construído em 1642 e é o teatro mais antigo da Europa.        
O convento beneditino fundado no século XVII, possui uma valiosa coleção de objetos litúrgicos, paramentos e uma coleção etnográfica. Hvar produziu figuras ilustres onde se incluem os poetas aristocratas Hanibal Lucić, autor de "Robinja", de 1568, a primeira peça secular na literatura croata, e Petar Hektorović, considerado um "homem do renascimento" autor do poema épico "Ribanje eu ribarsko prigovaranje" (Fishing and Fishermen’s Talk”) de 1556. Hvar, que tem uma população de 13.000 e é o centro administrativo e cultural da ilha, tem como principal indústria hoje o turismo.

RENDAS DE ALOE

Hvar é um dos três principais centros que incentiva a renda tradicional. A atividade da renda Croácia tem um caminho ligeiramente diferente do resto da Europa. Embora ligada, nos seus primórdios, ao clero e à nobreza, a atividade artesanal se fortaleceu como parte do património etnográfico relacionado à população rural, onde pode ser encontrada como parte do seu artesanato têxtil, tradicionalmente destinada ao vestuário feminino mas também utilizada na decoração e na roupa de cama. 
 A renda de Hvar, tecida com fibra feita a partir da aloe vera pelas freiras do convento beneditino da vila é a mais jovem das tradições da Croácia. O convento foi fundado em 1664 mas diz a lenda que a técnica da renda veio das Ilhas Canárias (Tenerife) e está presente desde meados do séc. XIX. A renda é feita com a fibra extraída das folhas da algarve (aloe) que, colhidas em determinada época do ano, são processadas e produzem um fino fio muito branco. Podemos distinguir nos produtos três tipos de renda: a renda tenerife, a renda turca (tenerifa s mreškanjem) e a renda filé(mreškanje nd okviru).   
A renda tenerife é tecida com agulha comum sobre uma teia feita com os fios de aloe, sem um padrão específico ou design. Cada rendeira utiliza a técnica segundo sua imaginação e criatividade, tornando cada exemplar uma peça única. As rendas de aloé são feitas apenas pelas freiras beneditinas entre as demais atividades de sua vida de clausura, sendo a tradição e a habilidade de tecer a renda restrita ao claustro e às mulheres que vivem nele. 
fonte: http://www.planinarstvo.bloger.hr

Atualmente as rendas de Hvar estão se tornando tanto uma lembrança para as pessoas que visitam a ilha como um presente votivo bastante popular, tendo se tornado não apenas um símbolo de Hvar, mas também um exemplo significativo do patrimonio cultural da Croácia.

tradução livre de http://www.min-kulture.hr  e www.lacecorner.com/hvar/history.aspx



Falamos AQUI sobre as rendas da Croácia declaradas como Patrimonio Cultural da UNESCO com um belo vídeo de todas elas em ingles.

Nenhum comentário: